Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

22 Mai, 2012

Transaparência

 

O nosso querido país deve ser o mais transaparente que eu conheço, até porque sou um daqueles muitos portugueses que até nessa matéria não são ricos em conhecimentos. E neste campo a culpa não é minha porque, além de saber ler e escrever em portunhol, ainda arranho umas palavritas em mais umas línguas, ao contrário de muitos que nos visitam, que não arranham mesmo nada no português.   

 

Como facilmente se deduz, se a culpa não é minha, de alguém ela será. Não tenho dúvidas algumas de que os culpados da minha ignorância em roteiros turísticos, são os verdadeiros amigos da transaparência. Como o palavrão indica com clareza, são os amigos da transparência, mas apenas na aparência, porque a pura e cristalina transparência não é para gente que vive no mundo da aparência.

 

Quando muito é para gente que gosta de parecer que é, mas não consegue ser. Gente que se fica pelo meio-termo em tudo. Portanto, e em boa verdade, gente que apregoa muita transparência, sem conseguir separar dela a meia dose de aparência, que acaba por se tornar tão opaca como a má mentira. Daí que, na transaparência, eles se sintam como peixe em águas ludras.

 

Nem preciso de sair do bairro onde moro para encontrar vizinhos que ilustram perfeitamente a utilização deste termo inexistente, mas que merecia a denominação de termo ingramatical de utilidade pública. É o caso do meu vizinho Pedro que diz que pauta toda a sua vida por um critério de absoluta transparência. Segundo julgo saber ele pauta toda a sua vida agarrado ao meu vizinho Miguel.

 

Acontece que o Miguel nem sequer tem aparência de ser transparente. É evidente que o Pedro nunca pode ser absolutamente transparente, quando se cola ao Miguel em situações de total intransparência. No meu modesto entender e usando o vocabulário que me parece mais adequado a estes dois artistas e meus prezados vizinhos, eu diria que ambos são dois verdadeiros praticantes da transaparência.

 

Por uma questão de boa vizinhança resolvi fazer uma tentativa para ter uma conversa com eles, no sentido de colocar os pontos nos seus devidos lugares. Até porque corria entre os vizinhos, que era o Miguel que se esforçava por dar ao Pedro, toda aquela aparência (de transparência) que ambos repetidamente se atribuem um ao outro, quando deviam esquecer de uma vez, todas as aparências.

 

A minha tentativa de aproximação não foi bem-sucedida. Depreendi que, afinal, nenhum deles arrisca demonstrar que a sua transparência está à prova de qualquer aparência que coloque o Miguel no colo do Pedro ou, como já me constou com alguma insistência, que é o Pedro que anda ao colo do Miguel. Que eles se embalem um ao outro, é uma coisa. Que não queiram conversas sobre as aparências, é outra.

 

O meu bairro está cheio de conversas sobre o Pedro e o Miguel. Alguns dos meus vizinhos andam alvoroçados com tantas transaparências. Pelo meio, andam muitos receios no ar. Porque isto de parecer uma coisa e depois aparecerem outras coisas muito diferentes, leva a transparecer aos olhos da vizinhança que não podem estar muito sossegados com os dias felizes com que lhes vão acenando.

 

Até porque os vizinhos mais próximos do Pedro e do Miguel, aqueles que ainda veem neles os verdadeiros almeidas do bairro, estão a ficar mais assanhados à medida que o chão vai ficando cada vez menos limpo, atirando as culpas para os restantes vizinhos que acusam de, propositadamente, estarem a boicotar todos os esforços para manter o bairro limpo. Que o bairro está uma porcaria, toda a gente vê.    

 

Resta saber se a transparência está do lado dos corajosos almeidas que dizem que vão limpar o bairro de ponta a ponta, ou se as aparências de boicote de alguns dos meus vizinhos se podem considerar transparentes. Eu, que sou mesmo pela transparência de língua e de facto, vejo vizinhos que sujam o chão, mas também vejo que ninguém limpa nada. Tudo não passa de transaparências.

       

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.