Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

27 Out, 2012

Está na hora!!!

 

 

Não é por muita gente andar a clamar que está na hora do governo ir embora que eu venho com este princípio de grito de manifestantes. Eu defendo que está na hora de toda a gente calar o biquinho e começar a dar vivas ao governo.

Dou as duas mãos à palmatória por andar há tanto tempo a manifestar o meu descontentamento pela forma como nos estão a conduzir rumo ao futuro. Agora, porém, já cheguei à conclusão que são os governantes que têm a razão toda.

Dizem eles, com toda a sua razão, que quem não concorda com eles é frontalmente contra o cumprimento do arrazoado que consta do tal memorando assinado. É verdade, tal discordância é mesmo de gente que não honra os seus compromissos.

Quem anda a mostrar constantemente a mais revoltante irresponsabilidade, é quem escreveu e subscreveu esse memorando, que é da sua inteira e exclusiva autoria. Isto quer dizer que quem está no governo agora, não tem mesmo nada a ver com isso.

Neste momento já reconheço que quem está agora no governo, nunca pensou sequer em ver entrar o FMI pelo país dentro. Essa iniciativa foi dos irresponsáveis que negam agora colaboração nas insubstituíveis medidas que estão a ser tomadas.

Aliás, acho muito bem que se obrigue, por qualquer forma e de qualquer maneira, que esses irresponsáveis se ponham inteiramente ao dispor do governo para assinar de cruz o que ele quiser, como forma de expiarem as suas culpas perante o país.

Porque, reconheço eu agora, o governo tem tido uma lisura irrepreensível para com os irresponsáveis e para com todos os portugueses que contam pois, portugueses dignos desse nome, são apenas aqueles que não têm nada que pagar os erros que cometeram.

Os indígenas que estão a pagar, e muito bem, são os tansos que não souberam viver, trabalhando que nem uns mouros, para os verdadeiros portugueses gastarem à fartazana. E para os portugueses especiais roubarem à vontadinha.

Está na hora de todos os ingratos como eu, que se têm manifestado no sentido do governo arrepiar caminho, ou ir embora, está na hora, repito, de todos fazermos um recuo total e manifestarmos na rua o nosso incondicional apoio ao governo.

Ao mesmo tempo, fazermos profissão de fé, que nunca mais queremos socialistas de qualquer espécie na área do poder, nem tão pouco lhe dar crédito quando discordar, tendo em conta o seu passado reconhecidamente do piorio para o país.

É escusado andarem por aí umas vozes a sugerir consensos estúpidos. O único consenso sério está dentro da coligação. O resto, ao largo. O país não precisa de irresponsáveis de ontem ou de hoje. Os responsáveis de sempre estão todos na área do governo.        

Nunca mais ouvirão o que eu disse antes. Daqui em diante serei sempre pró-ativo, pela resiliência, contra os beligerantes e contra todos os consensos e coesões. Está na hora de todos, mas mesmo todos, entregarmos o nosso cheque em branco ao governo. 

Reconheço agora que todos nós temos obrigação de ser generosos ao passar os nossos cheques. Isso será a melhor maneira de ser patriota. O dinheiro nas nossas mãos não vale nada. Mas, nas mãos do governo, vale tudo. Está na hora da resiliência.

 

 

 

1 comentário

Comentar post