Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

Ai este tempo que nos afronta mais a cada hora que passa… Tempo, que já nem aos especialistas que costumavam medir-lhe a temperatura com tanta certeza e com tanta credibilidade, consegue condicionar-lhes os estados de alma mais inesperados e mais confusos. Mesmo havendo ainda alguns discípulos mais alucinados que os mestres.

Do conforto das belas construções fraseológicas de que tem sido crime discordar, começa a vislumbrar-se que, afinal, se vai passando para aquele desconforto que traduz toda uma sensação de que andaram a prever o imprevisível e a dizer coisas que tão bem souberam dourar. Agora, essas coisas de chumbo, causam um grande desconforto.

Vamos ver se com o tempo, não vão acordando de uma espécie de alucinações de que têm padecido. Vamos ver se o indesmentível e incorrigível tempo, não vem demonstrar aos que hoje já sentem esse terrível, mas ainda moderadamente contido desconforto, as consequências de muitas das alucinações de que já não é possível duvidar.

Ao contrário da catástrofe que têm apregoado por haver quem não queira seguir-lhes o desconforto e as alucinações, o país só teria a ganhar se eles tivessem um acordar sereno e consciente que os levasse rapidamente a mudar de ideias e de fraseologia.