Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

 

Há quem pense que ainda é tempo para catequizar os mais simples cidadãos e também as mais ilustres personalidades do país. Sim, catequizar é o termo adequado a quem pensa que, além de expressar livremente as suas ideias, julga-se capaz e competente para levar à sua catequese, pessoas que já fazem parte da história do país.

Ao contrário do que pensam os que se julgam catequistas, os mais simples e menos letrados cidadãos, já sabem, no mínimo, o bê à bá das tretas de quem tenta enfiar-lhes o barrete. Parece-me, a mim, que há quem ande a encher a boca com nomes, sempre os mesmos, sem olhar às omissões de outros nomes que lhe mereciam mais atenção.

Já não é tempo para estar sempre a voltar atrás. Até nem é tempo para ser do PSD e do Sporting, quanto mais ser ao mesmo tempo do PC e do PS. Estou a referir-me a palavras não textuais, de ilustres personalidades políticas da nossa praça. Entendo eu que o país já deu tempo demais, a gente que já teve oportunidade de fazer mais e não teve tempo.  

Se já não é tempo de lutar pelo ressurgimento, seja de quem for, então, não queiram obrigar os que estão em maré diferente, a descer até ao nível das suas amarguras. Se eu disser que ninguém me pode pedir que deixe de ser quem sou, é lógico que, também eu, não possa pedir a esses mesmos, que sejam como eu.  

Também não é tempo para que alguém continue a fazer frases bonitas mas muito feias no seu conteúdo. Agora reproduzo na íntegra o que alguém muito conhecido disse com muito boa intenção: ‘Vamos ter de penar, mas todos’. Mas, todos? Eu sei que haverá quem diga que isto está correto. Para mim, só na intenção. Mas, de boas intenções…

Já não é tempo para nada, porque dentro do país, deste nosso amado país, já não se canta um faduncho alegre, pois a vontade de rir, foi-se. Mesmo que não sejam todos, pois. Mas, quem pode, não tem problemas, vai lá fora, dança umas mornas bem dolentes, passeia a pé bem acompanhado e diz que faz cá, o que na verdade já não faz.