Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

23 Dez, 2012

Ter ou não ter

 

Ainda temos os lírios do campo para os quais já ninguém olha. Porque estão rodeados de mato e arvoredo bravo que tudo esconde. Também ainda temos lírios nas aldeias, vilas e cidades, que querem e insistem em ser cheirados.

Sempre ouvi dizer que há flores que não se devem cheirar. Do mesmo modo que certos lírios não são flores que se cheirem. É caso para dizer, olhai os lírios do campo, mas não cheireis os lírios que não prestam.

Ter ou não ter bom cheiro é importante. Mas, genericamente, ter ou não ter, eis a questão. Saber o que temos e o que não temos, é fundamental para que cheguemos à conclusão de qual o nosso papel nesta duvidosa questão.

Eu diria que temos tudo e não temos nada. Porque muito do que temos não presta e não nos serve. E tudo o que devíamos ter e não temos, está abafado no matagal que cobre o país: uma selva impenetrável de plantas daninhas.

Passando para o que temos e não temos em termos de pessoas que têm a responsabilidade pela condução do país, só me vêm à ideia os lírios do campo e as ervas e plantas daninhas em que se transformaram.