Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

A primeira parte do programa dos dois partidos que suportam o atual governo está cumprida. Libertar todos os tachos que estavam em poder do partido que formava o governo anterior, para lhes dar o destino adequado.

Se é verdade que sempre tem sido assim quando muda o governo, também é verdade que nunca houve tanta sofreguidão por levar as coisas até à exaustão. A sede de poder nunca terá sido levada até ao nível da embriaguez.

Esse objetivo está cumprido. Quem tinha que entrar já entrou e está a coberto de todas as contingências e de todas as dificuldades. Quem achava que também devia ter entrado, está agora quase à beira de ser oposição.

No principal partido do governo, isso é por demais evidente. Houve quem se pusesse a jeito de cargos para os quais se julgava predestinado, mas os planos saíram furados por indeclináveis prioridades. Outros predestinados surgiram.

A segunda parte do programa do governo está naquela fase em que é preciso descalçar a bota que tanto trabalho deu a calçar. Mas, não está a ser nada fácil. Sobretudo, porque não há um amigo que dê uma ajudinha de solidariedade.

A vida é assim. Os amigos conquistam-se com conversas sérias e, quando é preciso, com discussões saudáveis, construtivas e esclarecedoras. Não se pode pretender destruir aquilo, ou aqueles, de que se precisa para manter a vida.     

Quem achar que triunfa para a eternidade, destruindo tudo à sua volta, terá de vir a passar pela desilusão de que estará a destruir-se a si próprio. A própria sociedade não aceita ser constituída apenas por esses exemplares de vida.

Eles já lá estão todos. Em todos os bons lugares que ambicionavam. Julgam agora que o mundo já é exclusivamente deles. Só porque acreditam que já são fortes demais para serem apeados pelos que consideram seres inferiores.    

Por tudo o que fizeram e por tudo o que estão a fazer, bem merecem que sejam eles, e apenas eles, a descalçar a bota que com tanto proveito calçaram. Que o façam depressa e bem, são os votos sinceros dos felizes que já fizeram.