Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

05 Mai, 2013

VIOLADORES

 

Todos os dias deparamos com notícias sobre violadores que nos envergonham como país que sempre, cá dentro e lá fora, teve fama de dar novos mundos ao mundo. Mas também, levar ao mundo uma civilização que ele não tinha.

Pois bem, de há dois anos para cá, temos uma cáfila de violadores incivilizados que, com todo o descaramento, fizeram finca-pé de começar por violar a Constituição da República Portuguesa. Com o ámen do seu esfíngico garante.

Nos últimos dois anos conseguiram violar mais direitos dos cidadãos que nem todos os governos que já lá vão. Uns maus, outros do piorio mas, como este, violador da pior espécie, não houve, nem nos últimos quinze anos, nem nunca.

Ao que parece, também se prepara para violar os direitos dos seus compadres violadores. Isso, ou muito me engano, será o fim da macacada. Tentou ignorá-los, voltando-se apenas para os violados. Agora, pode acabar violado também.

Tudo indica que os seus quatro anos serão violados e reduzidos a pouco mais de metade. Uma violação justa, tendo em conta o seu passado destruidor de sonhos e esperanças que ele próprio alimentou. Mas, que depois envenenou.   

Sim, porque quem viola, não permite virar violado. Quem abusa, não consente que ninguém abuse dele. A violação por prática de abusos continuados dos direitos mais elementares dos abusados, tem sido um direito dos abusadores.

Um direito indiscutível. Que vai ser confirmado em conselho de estado, já ontem pré anunciado por um dos pré-relatores. O outro fá-lo-á hoje, domingo. E andamos nisto há dois anos. Agora fala o violador, logo é a vez o abusador.

Sempre a violar os direitos de quem já quase os não tem. Sempre a violar os seus próprios deveres para com a sociedade e ao arrepio do que devia ser a sua consciência de cidadãos. Está na hora de ser o povo a violar a lei deles.