Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

22 Mai, 2013

EM NOME DO PAI

 

Olha Pedro, já que não fazes o que o povo quer e muitos dos teus amigos aconselham, ao menos faz isso em nome da vontade do teu pai. E olha que não há melhor conselho que o de um pai, por mais amigos que muitos pareçam.

Faz-lhe pois a vontade e vai fazer a festa que ele tanto deseja. E, já agora, aproveita para convidar todos aqueles amigos desavindos. Nada na vida vale mais que os amigos sinceros e desinteressados. Não queiras, pois, perdê-los.

Podes crer que os falsos amigos que te estimulam a continuar, não estão a fazê-lo para garantir os teus reais interesses. Que têm caído, e de que maneira, de há dois anos para cá. Esses, estão sim, a garantir os seus próprios interesses.

Olha Pedro, não queiras continuar a fazer, em nome do filho que és, o que tanto desagrada ao pai. Estamos numa época em que a família, os laços familiares, valem cada vez menos. Vê o que estás a fazer com a reforma do pai.

Até por causa disso, tu mesmo devias pensar já na tua reforma antecipada. Seria um gesto de solidariedade para com todos os pais e avós. O teu esforço laboral já deu o que tinha a dar. Está na hora de teres a reforma que mereces.

Sentindo um espírito santo, os portugueses devem pedir a quem de direito que continue a não querer eleições antecipadas. Porque o sucessor do filho não merecia tal castigo e o pai, com a sua provecta idade, também não as merecia.

Com o poder do Divino Espírito Santo a iluminar a mente de quem tem poder de decisão, é possível e fácil encontrar no seu partido, quem assuma a responsabilidade de um governo competente, sério e sem mácula no passado.

Bem escusam os legalistas de proclamar a devolução da palavra ao povo. No ponto a que chegamos, já não há povo que aguente uma ida às urnas. Terá, pois, que ser alguém a trazer as urnas ao povo. E a seguir que se faça o funeral.

Para concluir, deseja-se que tudo seja feito em boa harmonia, ou não fosse o povo português, e também muitos destes fiéis decisores, crentes devotos do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Portanto, rezai irmãos, pela sua salvação.