Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

20 Jun, 2013

GARANTIAS DE COELHO

 

Ao que parece, o coelho garantiu agora que lá para o fim do verão a época de caça abrirá normalmente, com as espingardas normais, com os cartuchos normalíssimos, com os habituais caçadores de pontaria afinada.

Isto dá aos portugueses a garantia suplementar de que o coelho também será normal nessa altura. Isto é, terá as patinhas adequadas à fuga a tudo quanto sejam tiros, mesmo aos de pólvora seca. Só pedirá, pouco barulho.

A única anormalidade, ainda que pequenina e de somenos importância, será o tamanho das orelhas, relativamente à sua capacidade de ouvir. Orelhas grandes, mas moucas, embora garanta que ouve tudo à sua volta.

Isso não impede que os caçadores, mesmo os que atiram a tudo quanto mexe, se deixem comover com a apregoada normalidade do coelho. Para os caçadores, a época de caça vai ser mesmo mais que anormal.

É claro que ninguém está à espera que venha por aí a malina do coelho. Também só nos faltava mais essa. Isso seria o fim da macacada para os apreciadores de um bom prato de coelho à caçador. Sem malina, óbvio.

Muitos portugueses começam a estar receosos com os malefícios da carne. Já deixaram as carnes vermelhas por causa da cor. Já detestam frangos devido às gorduras que sentem no estado que eles dominam.

Agora, se vem aí malina do coelho, os portugueses têm mesmo que descobrir outras dietas. Já pensaram em ir para o peixe. Mas, até parece que tudo nem é carne nem peixe. Só há uma solução: ser vegetariano.

Também essa solução tem os seus perigos. O mais vulgar de todos eles consiste na confusão de citrinos e rosáceas, com vegetais. Ora há quem pense que são as rosas e as laranjas que levaram o país ao colapso.

Mas, quem é que garante seja lá o que for. Sendo assim, como é que um coelho pode garantir alguma coisa, se ainda não acertou uma. E, quando o coelho não sabe sequer se chegará à próxima abertura da época de caça.