Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

05 Jun, 2008

Governar bem

 

 

Certamente ninguém acredita que não haja uma maneira de governar bem. Mesmo que seja difícil encontrar o modo de o fazer, não cabe na cabeça de qualquer cidadão, por mais abúlico ou mais activista que seja em relação à política, que não tenha lá dentro de si, um evidente ou remoto convencimento de que os governos só não governam bem porque não lhes interessa.

Será tudo uma questão de interesses, e não haveria maneira mais simples, que os governos abdicarem dos seus próprios interesses, com os quais todos os opositores estão em desacordo. Os governos devem, portanto, aceitar de bom grado os interesses dos outros, como forma de não serem acusados de arrogantes, autoritários e outros epítetos bem mais estimulantes.

Assim, qualquer governo pode governar bem, se as suas propostas e as suas decisões tiverem em conta os seguintes requisitos indispensáveis:

A soberana vontade do partido que o apoia;

A sensata sabedoria do maior partido da oposição;

A justeza do bom senso do segundo maior partido da oposição;

A esclarecida lucidez do terceiro maior partido da oposição;

A clareza mental do quarto maior partido da oposição;

A especificidade opinativa do quinto maior partido da oposição.

E fiquemos por aqui para não tornar os problemas complicados, porque até aqui tudo é simples, fácil, límpido e transparente.

Será assim tão difícil agradar a todos? Será assim tão difícil governar bem?

É óbvio que não!...

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.