Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

31 Jul, 2013

ESTÁ TUDO ROTO

 

 

A generosidade manifesta-se de muitas maneiras. Uma delas é a proteção aos pobres que, cada vez mais, têm a facilidade de recorrer às mais variadas instituições a quem o governo vai entregando uns milhões.

Milhões que são retirados aos que ainda não são pobres, mas acabam por ir lá parar, quando tudo lhes for retirado. Isto é fazer pobres para depois, caridosamente, os ajudar. Esta é a atual e verdadeira generosidade.

Os partidos do governo são generosos em tudo. Passam a vida a tapar buracos. Buracos que eles próprios vão abrindo. Depois, o país vai ficando cada vez mais roto. E o nosso primeiro vai de férias para a Manta Rota.

Dirão que mais vale Manta Rota que as Caraíbas. Por mim, sinceramente, que fosse para quanto mais longe melhor. Contando o tempo das viagens, maior seria o período em que não estava a ser espoliado do que é meu.

Durante as férias, longe ou perto, o país continuará todo roto. Menezes vai dar cabo de tudo no Porto, Macário vai dar cabo de tudo em Faro, Isaltino vai dar cabo de tudo em Oeiras, mesmo em férias na cadeia.

Por outras paragens, mas no Algarve, os felizes contemplados com a taluda do BPN, do BPP e muitos dos seus generosos amigos, vindos de fora ou de dentro, de Cabo Verde ou da Lapa, vão homenagear os pobrezinhos.

Graças a todo este movimento de grandes e generosos amigos do país, o Algarve vai receber montes de agentes da segurança nacional. O país vai ficar roto, mas os sacrificados agentes vão ter férias como nunca tiveram.

Será um mês de Agosto, a gosto de muitos pobres de espírito que veem um país maravilhoso, o seu, e a contragosto dos ricos de generosidade, que de tudo se deixam privar, para fazer felizes os pobres de espírito.

O mês de Agosto será um mês de reflexão profunda. Da Manta Rota virão sinais de uma generosidade ainda mais reforçada. Coelho passará um indulto especial a Duarte Lima, garantindo-lhe que nada deve ao país.

De uma outra praia algarvia, de que não me lembra o nome, virá uma mensagem clara e inequívoca para Cabo Verde, lembrando que os amigos são para as ocasiões. As dívidas de lá foram à vida e quem deve pode vir.

Para que o país continue roto e bem roto, do Coelho e da Coelha, virão ordens concretas para o Raton, no sentido de que Menezes, Seara e todos os outros, não serão boicotados com qualquer má interpretação da lei.

Obviamente que esta garantia não abrange, nem podia abranger, Rui Rio que não alinha no sentido dessa foz. O país está roto, mas nem tanto. Esta democracia, já se vazou o suficiente para meter na ordem os mentirosos.

Também está rota a democracia que em tempos já tivemos. Agora, os verdadeiros democratas são os homens e as mulheres que aprenderam a viver com a barriguinha cheia à custa do povo que adoram, mas exploram.

A propósito de mentirosos, Coelho e Coelha, em nome da nova ordem democrática, decretam e mandam cumprir, que neste país de mentirosos, apenas fica oficializada como tal, a verdadeira ministra das Finanças.

O país está verdadeiramente roto durante o mês de Agosto, mas a partir de Setembro, da Manta e da Coelha, virão os expoentes de um país cheio de remendos que, por agora, só sabemos, estarão a condizer com eles.

Apesar de muito roto, o país vai ser um exemplo de união, em nome de uma necessidade premente de se libertar desta democracia, que manda que quem manda, manda, e amanha-se democraticamente e à vontade.

 

 

  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.