Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

05 Ago, 2013

PORTAS E A MAMÃ

 

Portas é aquele menino que fugiu um tanto aos princípios políticos que vigoram em casa da mamã. Para uns fez muito bem, para outros fez muito mal. Mas, matematicamente, parece que só terá um quarto da razão.

Dos três irmãos, só ele entrou pela porta da direita, porta que a mamã tentou manter sempre fechada. Numa entrevista recente ao Económico, revelou ela umas tantas coisas que me surpreenderam bastante.

Com a frontalidade que a caracteriza, disse que não é do CDS e que só votaria nele alguma vez, para ajudar o seu filho. Só não descortinei a que ajuda ela se referia. De qualquer forma, compreende-se o amor de mãe.

Tenho a certeza de que esse amor a fez sofrer muito nos últimos tempos. Que, aliás, a levou a revelar isso mesmo, dizendo que só ela e ele, podiam compreender o que ambos passaram. Maus momentos, certamente.

Retive ainda uma outra afirmação não menos surpreendente. Convencida de que tanto Barroso como Sócrates voltarão à cena política nacional, não teve hesitações em afirmar que votaria em Sócrates contra Barroso.

Aquela família tem aspetos bem curiosos. Ao que parece, uma mãe que não se revê em nenhum partido atual, acabou por dar ao país três rebentos que foram parar a três partidos diferentes.

E de PSD, nada. Isto pode não ter a ver com coisa nenhuma. Mas também pode querer dizer que, lá em casa, não se consumia laranja. Ninguém. Pelo menos eu, penso que não é por isso que Portas, se porta assim.