Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

11 Set, 2013

FOTOGÉNICOS

 

 

Neste momento estou a imaginar a bancada do governo na AR, onde os governantes se acotovelam nas sessões em que participam. Depois, segredam coisas ao ouvido dos que têm ao seu lado. Muita proximidade.

Sou um amante de fotografia, principalmente, aquela que me oferece a oportunidade de apreciar o que está para além das imagens, que um olhar superficial não permite arrancar delas. É preciso imaginar muita coisa.

E o que eu imagino quando me detenho a olhar atentamente para fotografias de políticos. Sobretudo, para aquelas que são escolhidas pela comunicação social como imagens tipo que aparecem todos os dias.

Paulo Portas aparece a todo o momento com as mãos tapando a boca e o nariz. Claro que, quase pela certa, será apenas uma pose sua para a fotografia, sem qualquer intenção especial, ou problema oculto.

No entanto, a mim, parece-me poder haver ali, uma necessidade de evitar os inconvenientes de uma proximidade que resulta de lugares muito apertados, com as cabeças e os bafos respiratórios muito próximos.

É apenas uma suposição mas, embora remotamente, pode acontecer que o nosso vice tenha mau hálito e não queira que se saiba. Ou não suporte o mau hálito de outros. Ou ainda defender-se de outros cheiros incómodos.

Já Passos Coelho, aparece com as mãos postas, coladas à boca, como se estivesse a rezar. Não me parece que seja apenas um simples sinal de fé. Ou uma pose ocasional para a fotografia. Não acredito em nada disso.

As suas mãos e o seu olhar denunciam claramente uma fé muito profunda em que lhe seja concedida a graça de um perdão total, por todas as mentiras que lhe têm saído da boca. E das que ainda vão sair.

No entanto, parece-me que há na fotografia, boca a mais e coração a menos. As mãos postas bem podiam estar sobre o coração, pois é dele que saem as ordens para a boca. Talvez as rezas tivessem maior sucesso.

As fotografias de um e de outro, por nos revelarem que as mãos de ambos têm necessidade de tapar a boca e o nariz, podem indiciar que os espaços que frequentam, andam a precisar de uma boa limpeza geral.