Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

07 Dez, 2013

MAS PORQUÊ?

 

 

Mandela foi grande ao longo de toda a sua vida, mas não ensinou nada a muitos dos que agora se babam a falar nele. É de uma hipocrisia sem par, ouvir políticos a louvar qualidades que nunca foram capazes de praticar.

Foi vê-los com aquela cara de magnanimidade e admiração, dispersos pelas televisões no dia da morte desse grande Homem. Só faltou imitarem aquelas carpideiras de antigamente nos velórios de gente importante.

Em alguns casos, parece que foram escolhidos a dedo, como se o momento fizesse parte de algum comício de campanha eleitoral. Como se o ar hipocritamente consternado viesse a levantar-lhes a cotação.

Com a unanimidade nos elogios fúnebres a Mandela, ocorreram-me os elogios feitos ao Papa Francisco desde o início do seu pontificado. No entanto, nem os católicos, nem os políticos aprenderam nada.

Os católicos admiram a coragem dos atos e das palavras do Papa, mas seguir-lhes o exemplo é que não. Os políticos curvam-se perante a força da luta de Mandela pelo seu país, mas são traidores com os seus povos.

Obviamente que nem todos os católicos, tal como nem todos os políticos, se podem meter no mesmo saco. No conturbado mundo de hoje, os bons são largamente esmagados pelos maus. E o resultado está bem à vista.

Do mal, o menos. Portugal vai estar representado ao mais alto nível no funeral de Mandela. Cavaco podia levar, se é que não leva mesmo, Passos Coelho. Assim, Portugal ficaria também representado ao mais baixo nível.

Porque esse é o nível que predomina no país político. Portugal, que não estará sozinho a esse nível, bem pode orgulhar-se da sua presente luta pela dignidade do povo que tem. O espírito de Mandela estará atento.

Não se trata de pensar em qualquer forma espiritual de censura sobre quem não compreendeu Mandela quando ele mais precisava. Pela oração, é agora o momento de substituir o voto antigo, por um voto de desculpa.

 

 

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post