Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

 

Chamar palhaço a alguém já esteve mais na moda. Na minha modesta opinião, simplesmente, porque isso era um elogio, tendo em conta que um bom palhaço tem muitas virtudes. Um palhaço de verdade, claro.

Desde logo, o palhaço rico anda sempre brilhantemente vestido, ao passo que o palhaço pobre anda exageradamente mal vestido. Já os palhaços de faz de conta, vestem impecavelmente bem. Faz parte do seu estatuto.

Chamar palhaço a quem o não é, e no sentido que se lhe quer dar, é uma ofensa aos bons profissionais da palhaçada. Agora, talvez por isso, começa a haver quem prefira chamar fantoche ao palhaço, pois é muito mais giro.

O palhaço tem a virtude de fazer as suas palhaçadas sem que alguém o comande, pelo menos, visivelmente. Já o fantoche, como toda a gente vê, é manipulado por quem está dentro do esconderijo, com as mãos de fora.

É bem verdade que fantoche não é palhaço, mas o palhaço porta-se muitas vezes como fantoche. Também leva na cabeça, mas não se queixa, senão podia parecer o fantoche da mão esquerda. E ele é da direita.

O grande problema está em quem diz que isto é tudo uma palhaçada. Nada mais errado. O país não precisa de palhaços desses e não os tem de jeito. Mas tem fantoches com fartura, para lhe dar mocada até mais não.