Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

17 Dez, 2013

SOLUÇÃO À JUSTA

 

 

Sempre atento às preocupações dos portugueses, o governo está a estudar a possibilidade de colocar as pessoas a trabalhar só metade do dia. Como os portugueses já ganham muito, meio ordenado basta.

Mas, há uma ideia popular que diz que, o que é bom para ti, é bom para mim. Obviamente que o princípio está correto. O pior, é caminhar-se para o princípio do fim. A menos que o governo aplique a regra a si próprio.

E porque não? Teríamos na parte da manhã o governo atual na plenitude das suas funções e na parte da tarde um outro governo liderado por Seguro. Parece que não haveria melhor maneira de os juntar.

Nem pensar, diria Passos, está ótimo, diria Seguro. Esta divergência é muito menos relevante que aquelas que nos têm mostrado. Além disso, esta é muito mais fácil de sanar. Bastam dois telefonemas de Cavaco.

Com o recado de que quem se recusar à aceitação, será substituído pelo autor dos telefonemas. Na minha opinião pessoal, acho que a coisa até está bem vista. Pela parte que me toca, não exijo nada em troca da ideia.

É óbvio que, se houver maneira de darem um empurrãozinho no meu blogue, tanto melhor. Depois, se autor o merecer, há que aproveitá-lo bem, pois seria falta de humildade recusar qualquer generosidade.

Aliás, tem vindo a público a influência dos blogues em torno da ascensão deste governo e seus componentes. Portanto, não estariam a fazer nada de novo em relação a mim, autor de um blogue que podia acabar depois.

O país teria, finalmente, um governo de consenso alargado. Esta solução, daria também a possibilidade de nos concederem empréstimos de manhã e à tarde adiar o seu pagamento para a manhã seguinte. Que bom!