Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

20 Dez, 2013

PASSOS ESTUDA

 

 

Não! Passos não vai estudar para Paris, nem para a universidade onde Relvas aplicou a teoria da máxima equivalência. Obviamente que vai estudar medidas alternativas e isso só se aprende numa chancelaria.

Tendo em conta que a alemã está agora repartida com ‘socialistas’, convém lembrar Passos que já pode ir à chancelaria do Rato em busca dos passos bem medidos que só podia obter em Berlim. Sempre é mais perto.

Tanto mais que já levou o anjinho a dar o primeiro passo na reconversão de medidas. Portanto, o caminho está agora aberto para que Passos possa, finalmente, dizer-lhe que, nas suas medidas, é tudo igual ao litro.

Assim, Passos e o anjinho, podem começar a distribuir prendas de Natal, com o acórdão do TC em mente: cortar sim, mas saber cortar. Cortar nos impostos para as empresas e cortar nos salários e pensões dos de sempre.

Mas, para isso, é preciso que Passos e o anjinho estudem muito, e bem, para que não firam o acórdão. Cuidado com as pressões que vão ter de todos os lados. Estudem, estudem e voltem a estudar. Só os dois, sim?

Não liguem ao Marco António Costa, nem à rapaziada que ainda não começou a estudar, apesar de já falarem de cátedra. Eles não leram a Constituição, nem nunca a compreenderão, mesmo que muito a estudem.

É por isso que Passos, um puro corta tudo, em estudo conjunto com o anjinho, deve acertar o significado das palavras de ambos, com a realidade das práticas comuns que não conseguem colocar no campo da realidade.    

O anjinho é tudo o que o nome indica. De tudo o que estudou, só lhe ficou a teoria. Passos, se alguma vez estudou, para lá do que cabulou, não consegue mostrar teoria alguma. Deve ter fixado apenas as más práticas.