Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

Eu sou o vírus que tu podes e deves atacar, enquanto tu, és o antivírus que me não deixa pôr o pé em ramo verde, que é como quem diz, só me resta aceitar de cara alegre a tua sentença de morte.
É claro que só somos diferentes no ‘anti’, que tu tens e eu não tenho, porque ambos somos vírus, pelo menos no nome. Até aceito que para lá do nome, também o somos, eu que ataco para morrer, tu que atacas para matar. Qual de nós ataca mais e melhor, não sei, mas tu sabes.  
Só sei que se não houvesse vírus, também não seriam necessários antivírus. Sem uns e os outros, o planeta estaria muito mais limpo. Mas, será que, sem ataques e contra ataques, existia planeta?