Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

27 Mai, 2009

Mais uma corrida

 

Há muita espécie de corridas, mesmo para quem gosta de andar a passo de caracol, ou se mantenha na confortável postura da lesma. Estas são corridas em que a linha da partida se confunde com a linha da meta. São corridas em que a linha não passa, afinal, de um minúsculo ponto final.
Corridas mesmo a sério, são aquelas em que alguns cidadãos se vêem corridos dos seus locais de trabalho, por muito que batam com as sapatilhas no chão. Corridas calmas, tranquilas e vencedoras, foram todas aquelas em que os corredores de sapatos engraxados, passaram pelos bancos e varreram de lá fortunas, depois de fecharem as portas aos seus trabalhadores.
Entretanto, está a começar a mais espectacular das corridas. Sim, vem aí a corrida ao voto, ou seja, a louca correria pelo poder, ainda que se trate de um poder mais ou menos falido, de um poder mais ou menos podre, de um poder de que nada de bom se pode esperar. Apesar disso, os corredores, esfalfam-se, desunham-se, por alcançá-lo.
Eles, os que entram nessa corrida, apostam tudo, dão as tripas e o coração para vencer. Até dão o que não têm. Para nós, espectadores da berma da estrada, será apenas mais uma corrida em osso.