Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

14 Jun, 2009

Líder, eu?

 

Não penso noutra coisa desde que me conheço, assim como quem já me conhece, não pensa ver-me senão a liderar. Isso só prova que eu sou um líder nado e criado, com uma liderança nos pés e outra na cabeça. Que ninguém pense que estou a delirar, ou a inventar um estilo de auto propaganda.
Eu sei que sou um líder, porque me lidero a mim próprio há muito tempo. Mas mesmo muito tempo. Aliás, quando se descobriu que o Mourinho era um líder mundial, já eu era um líder na minha casa. Melhor, na casa dos meus pais. Tanto assim é, que quem decidia se comia as papinhas ou dava um berreiro, era eu e mais ninguém.
Quando o Ronaldo se transformou no segundo líder mundial português, a seguir ao Mourinho, já eu era o líder que falava mais qu’a Gaia toda. Nem no Olival e arredores, havia quem me batesse em palheta, apesar da concorrência ser muito forte por essas bandas.
Por tudo isso, muito estranho agora que andem por aí uns sujeitos muito distraídos a perguntar-me se eu quero ser líder. A resposta é óbvia e directa. Não quero ser líder, simplesmente, porque já o sou, há muito tempo. Já sei que haverá quem diga, à pois, não sabia, nunca tinha reparado nisso. E eu apenas digo, distraídos.
Agora, isto para todos os distraídos acordarem, tenho a acrescentar que é lamentável que só agora tenham reparado num líder tão claro como eu. É inaceitável que um líder tão evidente e tão vidente como eu, não tenha sido reconhecido muito mais cedo, porque a minha voz é inconfundível quando falo verdade.
Quero sobretudo salientar que não quero ser líder a qualquer preço. Não quero ser líder, sacrificando lideranças que me deixaram passar. Não quero deixar ninguém sem emprego, por isso, eu vou ultrapassar legalmente, que é dentro da velocidade legal, de modo que os ultrapassados continuem na sua velocidade de cruzeiro.
Quero ser líder, mas com o meu preço devidamente esclarecido e transparente para que, daqui a alguns dias não venham chamar-me corrupto, como eu já fiz a tantos, e com toda a razão. Porque eles não têm qualquer hipótese de virem a ser líderes como eu. Não torçam o nariz, que eu explico tudo muito bem explicadinho.
Como já referi, o Mourinho foi o primeiro grande líder mundial português. Actividade, treinador de futebol. O Ronaldo foi o segundo grande líder mundial português. Actividade, jogador de futebol. Pois, está tudo em suspenso, para ver quem vem a seguir. Mas eu explico já.
O terceiro grande líder mundial português, está-se mesmo a ver que sou eu. Actividade, político de verdade. Local de desempenho, algures no mundo. Preço, qualquer um, desde que não seja a qualquer preço. Tenho consciência que sou o terceiro líder mundial, porque se fosse o primeiro…
Atenção, eu não quero ser confundido com outros políticos portugueses do mundo, como aqueles que ainda por lá andam, ou mesmo com aqueles que já por lá andaram. Eu quero mesmo ser o líder de todos eles.
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.