Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

24 Fev, 2014

A GOLEADA

 

 

‘Lista liderada por Relvas ganhou por quatro’. Ao ver este título num jornal fiquei uns minutos a pensar. Como penso muito devagar, não foi fácil deduzir o óbvio. O Conselho Nacional do PSD deu uma valente goleada.

Ainda agora estou a pensar quem é que teria sofrido essa goleada. Cá na minha fraca dedução, se alguém dá é porque alguém recebe. Porque se ninguém quiser receber, então a goleada não existe. Mas Relvas ganhou.

Nem outra coisa seria de esperar. Já ganhou tanta coisa. E não só em Portugal, mas também no Brasil, de onde mandou a ordem de regresso à casa que tão bem conhece. E, muito naturalmente, onde foi tão feliz.

Depois, um benfeitor do seu gabarito, nunca podia deixar de aceitar mais um reconhecimento do seu protegido predileto. Ele sabia que quem ontem fez favores, não podia deixar de esperar hoje a sua retribuição.  

Aliás, amizades tão fortes, tão sinceras e tão leais, só podiam coexistir assim. Quem estiver a ver outras razões e outras coisas entre eles, bem pode estar descansado. Relvas, vai exercer o seu novo cargo via net.

Portanto, não vai incomodar ninguém de cá, coisa que Passos acautelou, ao ter essa brilhante ideia de o trazer de volta. Estarão permanentemente em contacto por videoconferência. Porque um sem o outro… nada feito. 

Quanto à goleada, nem outra coisa seria de esperar. Do Brasil o que é que se espera senão goleadas? Nesse sentido, prevejo que grandes novidades estão para vir. Com o mundial à porta, Dilma ainda vai pô-lo na sua lista.

Não de convocados para a canarinho, que isso é lá com o ‘Sargentão’. Mas na lista de candidatos à direção do protocolo diplomático do referido mundial. Se for selecionado, Passos vai ter momentos de muita solidão.