Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

06 Abr, 2015

A NOVA TÁTICA

 

É isso, estamos perante o enriquecimento da tática do, nós não prestamos para nada, logo há que mudar para o ataque aos outros, tentando convencer os incautos de que os outros, todos os outros, são do piorio.

A tática do passado já deu o que tinha a dar. Eram todos, sem exceção, umas nódoas sem tratamento possível. Agora, tudo quanto apareça de novo, se não for laranja amarelado, nem para deitar no lixo serve.

Eu, até estou quase convencido de que esta nova tática até tem algum sentido. O lixo que temos agora no contentor já está tão deteriorado que deitar outro lixo em cima dele, é ficar tudo completamente putrefacto.

Acreditam os velhos profetas especialistas na manutenção de técnicas de exterminação de tudo aquilo em que mexem, só ser possível fazê-lo, voltando ao tempo da pedra lascada, em que ter cultura era ser herege.

Porém, caros senhores, o tempo da inquisição já foi. Como já foi, o tempo do domínio da santa ignorância. Tal como o tempo da carneirada generalizada. Como sabeis, ela ainda existe, mas tende para a raridade.

Talvez não seja má ideia que os poucos caciques ainda existentes, se vão convencendo de que já não têm o poder extremo que tinham. Daí que bem tentem manobrar alguns cordelinhos através da ignorância extrema.

Até sou levado a pensar que há poderes que tudo fazem para que a regressão seja a palavra de ordem em setores chave do país, em que a evolução no bom sentido era notória. Precisamente o ensino e a cultura.

Isto, para não alongar a lista do que visivelmente está em marcha atrás. Não é preciso abrir muito os olhos para constatar essa realidade. Mas, ensino e cultura, dá no goto a quem receia que se note como é inculto.  

No mundo da moda, vai sendo consensual que a magreza não pode pôr em risco a saúde e a vida de pessoas. No mundo da política, a magreza intelectual dos governantes não pode pôr em risco a vida normal do país.