Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

24 Jun, 2016

A verdade mentirosa

A verdade mentirosa

A verdade é o antídoto da mentira. Quando se fala de qualquer assunto temos de estar bem cientes de que se está a falar verdade, ou se está a falar de mentira. Porém, vai sendo recorrente, ouvir uns ‘sujeitinhos’ que se arvoram em intransigentes amigos da verdade, a mentir como desalmados semeadores da confusão e do disfarce.

O que por aí vai sobre a CGD. A democracia está em perigo… pois, a democracia estaria em perigo se a PAF continuasse no poder. Mas, felizmente, está fora. E está fora da CGD e dos continuados desvios para uma política de austeridade excessiva, atribiliária e autoritária.

A democracia está agora garantida. A verdade é agora uma prática normal substituindo as meias verdades, as verdades mentirosas e as verdadeiras mentiras. A formação de uma comissão parlamentar para a CGD, pedida pela defunta PaF, é apenas o querer ocultar tudo sob a capa da procura da verdade.

A verdade só pode sair de uma auditoria independente que vá ao fundo da gestão da CGD desde o ano de 2000. Porque razão o PSD e o CDS têm medo dessa auditoria e preferiam a ‘chicana parlamentar’, em que Luís Montenegro e Nuno Magalhães são exímios?  E no fim tudo como dantes. 

Toda a gente sabe que as comissões parlamentares acabam sempre com relatórios em que prevalece a guerra entre a esquerda e a direita. No caso da CGD, o PSD e o CDS até queriam inquirir aquilo que é da exclusiva competência do governo.

Querem a verdade? Pois vão tê-la. António Costa já lhes prometeu que a terão toda. Doa a quem doer. E há corruptos que estiveram no poder a receá-la. Do PSD, do CDS, mas também do próprio PS. Mas, não é só a palavra de Costa que está em causa. É também a de Marcelo que já aplaudiu a auditoria pedida. A direita já deixou de confiar no PR?     

Outra verdade curiosa: Paulo Portas, de visita a Cuba, disse que não farão dele um Funcionário Público (FP) à força (não à forca). Não percebi bem o que ele quis dizer, mas parece-me que só queria ser FP, se tivesse chegado a PM. Mas, tudo bem, não chegou. E ainda bem. Ficava bem em Cuba.

Agora, o Brexit. A avaliar pelos referendos que já estão a ser pedidos por essa Europa fora, não se estranharia nada se essa corrente de ar poluído chegasse a Portugal. É que essa direita que agora tudo contesta, não hesitará em querer sair da UE, se lhe cheirar à possibilidade de isso lhe dar o poder.

Finalmente, a verdade sobre o orçamento. A UTAO (a do tau, tau, da dra Teodora), errou as suas previsões, em mais uma décima, do que o verificado. Olha se fosse o governo a errar… Assim o governo é que pode dar tau-tau a quem tanto se tem escandalizado com o orçamento.