Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

09 Ago, 2014

BATER MAS DEVAGAR

 

 

Até posso não gostar de determinados rapazes, mas isso não quer dizer que entenda que eles não servem para nada. Servem, sim senhor. Servem para incomodar quem não gosta deles e lhes batem.

Nas meninas não se bate nem com uma flor. Mas, nos meninos que parecem meninas, pode bater-se com um cravo. Quem não gostar de cravos, sobretudo vermelhos, deve saber que bater, pode ser crime.

Não esquecer que os humanos são animais. Logo, bater num cão ou num homem, é bater num animal. Daí que, bater no homem mais querido de todos, é o mesmo que bater no cão de água do Obama.

Se eu quisesse mesmo bater num homem, não hesitava em escolher o mais odiado de todos. Nunca o mais popular, por mais que o detestasse. E, para bater, escolheria uma caneta muito leve.

Por outro lado, e mudando de ângulo de visão, reconheço que não se deve bater em quem está de rastos, simplesmente, porque é desumano. A bater é nos fortes, de voz grossa, pois esses dão luta.

Porém, quando pego no cravo para acarinhar alguém, procuro sempre descortinar quem mais o merece. Os que mexem no alheio e os que mexem na tranquilidade da minha consciência. Bater, não.

É que eu gosto muito mais de bater, à minha maneira, do que ver bater em alguém que tinha todas as condições para dar uma valente sova em quem lhe quer bater. Bater, pode ser sinal de estar a levar.