Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

19 Mar, 2014

BOA NOITE

 

 

Até o bom hábito de saudar as pessoas se está a perder, quando nos dirigimos a elas. Se calhar, é mais uma das muitas coisas que estamos a perder em cada dia que passa. Além de dinheiro, muitas palavras também.

É aquilo a que se chama valores. E um desses valores a que o povo sempre deu muito valor é a chamada ‘salvação’. O bom dia, boa tarde, ou boa noite. Boa noite portugueses, ou boa tarde ti Maria, ou bom dia ti Manel.

Enfim, os tempos são o que são e os portugueses não têm outro remédio senão irem-se habituando à frieza de outras bandas, com outras noções de solidariedade e amizade. E aos portugueses que suspiram por isso.

Vem aí, ou já está aí, mais um período, o costumeiro longo período, que precede eleições. Onde abundam as comunicações televisivas e outras. Espero que as comecem com o tradicional ‘boa noite, portugueses’.

Depois, que não nos encham do habitual fastídio, com a habitual conversa do esclarecimento que só é pedido e nunca dado, através do martelar de sempre numa serenidade e num apelo ao voto, mais formais que sinceros.

Pois bem, vamos à campanha. Vamos discutir o Sócrates, o Face Oculta, a bancarrota passada e esquecer as prescrições dos milhões, as roubalheiras dos ilustres e ‘mai nada’. Mas, por favor, depois, digam sempre: Boa noite.