Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

Pergunto a mim próprio o que andaram e andam a fazer, os gestores do país, para que tenhamos tão poucos ricos, que não contam sequer para o pagamento de impostos. Não adiantava pô-los a pagar, muito ou pouco.

A madrinha dos pobres diz que, infelizmente, os ricos não são muitos. Mas não diz que os pobres, infelizmente, são muitíssimos. E vai daí que tenham de ser eles a pagar os impostos que não adiantaria cobrar aos ricos.

Mas, para não parecer tão mal a uma madrinha dos pobres, sempre vai dizendo que quem paga mais é a classe média. Essa classe média que ela, como boa madrinha, tudo fez para a fazer cair na pobreza que ela adora.

E eu não sou o padrinho dos pobres, até porque não tenho maneira de lhes dar qualquer coisinha no dia de todos os santos. Nem sequer umas castanhinhas neste dia de S. Martinho. Até porque os pobres são muitos.

É verdade que os verdadeiros padrinhos dos pobres também são muitos. Todos em sintonia com a madrinha. Mas há um de entre todos, que pergunta o que andaram a fazer todos eles para haver tão poucos ricos.

Na verdade, se houvesse muitos ricos, os pobres e a classe média antes de desaparecer, até podiam ajudá-los a pagar um pouco menos de impostos. Assim, com esta espécie de ricos, nada feito. São poucos, mas muito ricos.

Eu diria que são ricos de mais para os pobres governantes que temos. Não há madrinha dos pobres que os traga para seus afilhados. E também não há afilhados dos ricos que se atrevam a dar-lhes umas castanhinhas.