Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

 

Alguns analistas e alguns autores das habituais bocas foleiras, muito têm inventado sobre estes dois políticos com condições para mudar algo neste país de autores de erros irreparáveis e irrepetíveis.

Porque o país não aguenta por muito tempo o estado atual, e os autores atuais, por mais que muitos se esforcem por minimizar esses dois. Sobretudo, o costa sem rio, devido à sua casa de origem.

O rio sem costa é muito mais ignorado que atacado, talvez pela pretensão de que o silêncio é muito melhor que o mal dizer. A verdade é que rio com costa garante uma conversa fácil e decente.

Qualquer deles, não permitiria que um outro costa, se visse obrigado a descanso forçado, por ter andado a dormir na forma. Coisa estranha. Ainda se fosse por excesso de trabalho a contar pilim.

Costario não é Seguro, mas é muito mais seguro em tudo o que pensa, diz e faz. Riocosta não é Passos, mas tem outra pinta, talvez porque já fez alguma coisa de importante na vida com passos bons.

Costario ou Riocosta não andam certamente a tramar uma diabólica aliança que não seria tolerada pelos seus pares. Mas saberiam respeitar-se o suficiente para não sabotarem o interesse do país.

E é aqui que Passos e Seguro são iguaizinhos. No governo ou na oposição, qualquer deles, farão sempre o possível por neutralizar o outro, através da reprovação de tudo o que vier do adversário.

E é aqui que Costa e Rio, ou Rio e Costa, podiam e podem, iniciar uma nova ordem no relacionamento entre governo e oposição. No relançamento sério de homens sérios na política deste país.