Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

22 Jan, 2016

‘Draft’ é giro

 

Com que então já temos um draft… Confesso que não sei o que isso é, mas simpatizo com a fonética do termo, assim como um presidente confessou que antipatiza com a fonética de ‘corrupto’. ‘Também estou apardalado’…

Não sei porquê, mas há palavras que me ficam a fazer cócegas no goto. Talvez como aquelas que o draft provocou hoje a tanta gente. É um ror de dúvidas que me leva a concluir que não estão muito dentro do assunto.

Mas então admite-se lá que grandes e bons especialistas da matéria, (drafts e quejandos) tenham dúvidas? Eu não admito. Sim, porque se sabem disso, ou o deitam abaixo ou o aceitam. Assim, são incompetentes.

Aprendam com o enorme economista Cavaco Silva. Eu, raramente tenho dúvidas… Ora esperem que ele logo vos explica o que é um draft e se sim ou não este de hoje, é bom ou mau. Aproveitem que ele não dura sempre.

A propósito disso, está na altura de se fazer o ‘dreft’ desta campanha presidencial e do sucessor do atual titular. Calma, cá para mim, draft é igual a dreft. É tudo igual ao litro. Portanto, mãos à obra que se faz tarde.

Estou em pulgas para saber se todos os dez candidatos chegam mesmo ao fim da campanha. Sim, eu sei que termina hoje à meia-noite. Mas até às onze e cinquenta e nove, muita coisa pode acontecer. Já vi coisas piores.

Maria de Belém já se sabe que não passa do Restelo. Sampaio da Nóvoa tem bilhete à condição. Ainda não sabe se vai e fica, ou se fica a ver o elétrico passar. Marcelo, que vai a pé, parou para engraxar os sapatos.

Dizem os entendidos que parar é morrer. Aqui, não é caso para tanto, mas parar é perder o ritmo. E uma simples paragem para engraxar, pode ser o fim do atleta. Para tudo é preciso pedalada, até para o prolongamento.

Todos os outros candidatos já fizeram o seu drift. Curto, completo e sem dúvida alguma. Já o droft de Maria de Belém foi mais complicado. Ainda está em elaboração. Dúvidas, não há, mas enganos há muitos e trágicos.

Finalmente, Marcelo e Nóvoa tentam finalizar o druft da campanha. Marcelo já vai amparado, mas muito perto da meta que é Belém. Nóvoa ainda está distante com uma passagem de nível fechada. Abrirá a tempo?