Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

08 Jun, 2015

É LÀ POSSÍVEL

 

Este vício que eu tenho de percorrer tudo o que dá notícias, ou dá coisas parecidas com elas, cada vez me deixa mais em perfeito estado de estupefação. É lá possível dizerem-se coisas tão graves de gente tão séria.

Começo pela ministra da Justiça. Senhora de tão elevados princípios e de tão meritórias reformas, acaba de ser acusada de mentir aos deputados na Assembleia da República. Precisamente pela Associação de Juízes.

Ora os juízes não lhe ficam atrás em elevados princípios. E se não fazem meritórias reformas, fazem com que vão para a reforma, pessoas de muito gabarito e de muito prestígio. E promovem a limpeza social do país.

Na verdade, é-me muito difícil acreditar que a ministra tenha mentido. Mas, é-me igualmente muito difícil acreditar que os juízes estejam a mentir. Estou verdadeiramente estupefacto sem saber como sair disto.

Obviamente que não vou pensar que haja um juiz sequer que lhe passe pela cabeça prender a ministra. Nem tão pouco, que a ministra determine um inquérito que venha a concluir pela prisão de algum dos acusadores.

Estou ainda perfeitamente obtuso com o desplante de outras associações. No caso, as associações das Forças Armadas. O Presidente da República convidou-as a assistir às cerimónias do dez de junho. E elas recusaram.

Mas onde é que já se viu isto? Lá que haja quem diga que Cavaco não é o presidente de todos os portugueses, é feio, mas… Será que há quem diga que Cavaco já não é o Comandante Supremo de todas as Forças Armadas?

No dez de Junho deste ano, serão feitas as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades. Mas, sem muitos militares e, principalmente, sem muitos portugueses que estão cá, ou vivem lá fora.

Salva-se, no meio de tudo isto, que não faltará o governo em peso. E o governo, esse sim, é o governo de todos os portugueses. Isso será um conforto inestimável para que se não sinta a ausência de mais ninguém.

E os ausentes ficarão de consciência tranquila pois estarão muito bem representados ao mais alto nível. E, depois, já estão habituados a ficar de fora. Os que não faltaram, dirão, sorridentes, que só faz falta quem está.