Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

24 Jan, 2015

É TÃO FEIO

 

A toda a hora deparamos com ditos e escritos que não correspondem, em nada, à realidade que pretendem mostrar. É o caso de se colocarem na boca de outros, abusivamente, palavras que eles nunca disseram.

Obviamente que não o fazem inadvertidamente. Fazem-no para tirar benefício de um exagero ou de uma omissão. Ou até do abuso da colocação de imagens com legendas que não passam de falsidades.

Tal processo baseia-se na associação de ideias a que se recorre para transmitir uma mensagem falsa. E isto é muito fácil para quem não é capaz de se exprimir claramente. Basta usar material copiado e colado.

E se for capaz de usar as suas próprias capacidades, mas não o faz, então é por que não tem a coragem de assumir as ideias que tem e precisa de se esconder nesses processos de jogar com material alheio.

Quem não tem ideias nem coragem, precisa apenas de um pouquinho de trabalho de buscas e pesquisas para encontrar uma foto aqui e uma frase ali. Mais um pouquinho de trabalho e junta as duas coisas.

E está prontinho para deitar cá para fora. Quase sempre sem menção da origem desse material. Quase sempre sem que uma coisa tenha correspondência correta com a outra. Quem lê, que faça a associação.

A foto pode estar nítida ou tremida. A frase pode estar de acordo com parte de alguma notícia. Pode até ter duas ou três palavras dessa notícia, mas ter mais duas ou três que foram substituídas à má-fé.

O mesmo se passa com o que se ouve, quando não se ouve bem, ou não se quer contar na íntegra, o que se ouviu. Omite-se ou acrescenta-se. O que interessa é o que convém por cá fora. Quem conta um conto…