Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

22 Abr, 2015

GENTE ESPERTA

 

Andava eu aqui a pensar que afinal o PS de António Costa já tinha um programa de governo e pelos vistos não tem nada. Se calhar, digo eu, anda por aí qualquer confusão com algum PS que não é de António Costa.

Talvez aquele PS que anda constantemente nas bocas de gente mais esperta que a generalidade dos portugueses. Talvez aquele PS que o PSD julga ser seu sósia e fala dele como se de si próprio se tratasse. Só pode.

Aliás, essa gente mais esperta que o normal, lá no seu íntimo, deve ter já interiorizado que há uma semelhança total entre o Varoufaquis do Syriza e o harvardiano Centeno que veio visitar o PS. Com a mesma bíblia na mão.

Logo, com a mesma esperteza de apóstolos do mesmo céu. Só que o apóstolo grego já se confessou ao país, enquanto o apóstolo, que é só do Rato, apenas começou agora as suas orações. Mas os espertos veem mais.

Em lugar de um rato, veem um elefante de tromba no ar, como que anunciando ao país a boa nova das suas más notícias. A melhor qualidade dos muito espertos é, precisamente, anteciparem as decisões dos outros.

Tudo fruto da sua fértil imaginação. Já que não têm nada para dizer de si próprios, colocam os seus desejos no ar à espera que alguém lhes pegue. Ou, também pode acontecer, que a esperteza não distinga o alvo certo.

Mas tudo isto vai dar sempre ao mesmo. O apregoado mete medo do regresso ao passado. Julgo não andar longe da verdade se pensar que muitos portugueses não se importariam de regressar a dois mil e dez.

No que toca ao seu nível de vida, mas também em relação a liberdades e garantias que, sem qualquer espécie de dúvida, andam agora pelas ruas da amargura. Muito por culpa de gente esperta. Que tem tudo. E demais.