Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

O país está tomado por gente que não presta os serviços que devia prestar, mas presta favores aos amigos, familiares e a quem deve obrigações que tem de retribuir. Por isso, torna-se gente que não presta.

Quase diariamente os noticiários enchem-se de casos de más prestações de uma administração pública que está ao serviço de quem não deve e que faltam depois para quem tem direito a elas, ou as tem tardiamente.

Sobretudo, acima das chefias intermédias, onde se situa uma classe dirigente que se julga dona dos serviços que tem à sua responsabilidade. Deixa de pensar no serviço público, para dar preferência a quem quer.

Esses procedimentos têm uma explicação lógica. O atual governo, dos partidos que na oposição não se calavam com os boys, correu com tudo o que não era das suas cores. Nesse bota fora, foram os bons e os maus.

Na verdade, foi uma limpeza política sem precedentes. E o resultado está bem à vista. Saíram muitos bons e alguns maus. Mas entraram muitos péssimos e alguns maus. Tudo gente completamente impreparada.

Dirigentes que só se preocuparam com a consolidação da estrutura partidária em todos os locais de trabalho. Os utentes foram deixados à sua sorte. E aos seus conhecimentos. Isto, só não vê quem não quer ver.

E não adianta reclamar, fazer queixa ou simplesmente chamar a atenção. A proteção dos prevaricadores é total. A responsabilidade por tudo o que se passa de mal, nunca é de ninguém. E assim, isto está bem para muitos.