Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

07 Nov, 2014

HÁ, OU NÃO HÁ?

 

Se há, ou não há pouca vergonha, não é difícil responder, apesar dos quilos que nos separam de Timor Leste e da grande simpatia que sempre tivemos por Xanana. Simpatia sempre nos foi retribuída e agradecida.

Porém, agora, Xanana devolveu à origem funcionários que tinha pedido para meter na ordem a justiça de Timor Leste. Antes disso, terá pedido pareceres norte americanos para saber se as devoluções eram legais.

Ao que eu consegui saber através do meu dedo mindinho, a resposta foi afirmativa. Xanana terá pedido funcionários que fizessem lá, a mesma justiça que fazem cá. Portanto, agora, Timor Leste sentiu-se defraudado.

Os autores dos pareceres, sabendo o que se passa na justiça de cá, relataram tim-tim por tim-tim, as qualidades dos funcionários que iam receber. Xanana esfregou as mãos de contente e mandou-os avançar.

Qual não foi o espanto de Xanana ao verificar que não era nada disso que queria. Ele queria uma justiça igual à de Portugal. Além do mais, a justiça levada para lá, estava a avançar depressa demais. E no lugar errado.

A informação que Xanana tinha era que em Portugal não se prendia ninguém. Lá, o governo estava quase todo a ser preso. Lá, os processos podiam demorar anos e anos até prescreverem. Mas não. Foi tudo rápido.

Assim não vale, pensou ele. Como não podia prender os funcionários estrangeiros, protestou e alegou que tinham defeitos. Agora vai ser difícil convencer a justiça lusa de que é ele, Xanana, que não tem defeitos.

Se há, ou não há? Se estivermos a falar de vergonha, eu direi que há muita falta dela. Mas isso não é só por lá, nem só por cá. Parece que anda tudo ao mesmo. Já não há vergonha pelo que se faz. E o que se diz, vergonha é.