Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

06 Fev, 2015

INDÍCIOS?

 

Não, não vou falar desses indícios que, cada vez mais pessoas entendidas, dizem que não existem. Deixo esses indícios para quem se sinta extremamente feliz nem que seja só por pensar neles. Vamos aos outros.

Das notícias de hoje retive dois indícios carregadinhos de interesse acima da média. O primeiro. Passos já está a criar historinhas para a campanha eleitoral. A segunda, a ministra da justiça já está com medo do reviralho.  

Já toda a gente sabe que Passos é muito criativo. Logo ele, que se está marimbando para as eleições, vai socorrer-se de argumentos novos para a campanha. Ele sabe que as bancas rotas e o Sócrates já não dão votos.

A ministra da justiça já revelou que teme pela separação de poderes, se o PS ganhar as eleições. E que não fala de Sócrates. É óbvio que não quer esta junção de poderes nas mãos de outros. Nas suas, estão muito bem.

Com o aproximar do Carnaval vão surgindo coisas engraçadas. Temos dois países em confronto. O país dos juízes da paz que julgam os inquéritos dos procuradores da guerra. Nesses processos ninguém quer saber de indícios.

Os procuradores da paz entregam os seus inquéritos aos juízes da guerra. Aqui, há indícios por todo o lado. Mas, não tem nada a ver com gente má. Tem que ver com Guerra e Paz, em que a paz quer a guerra e vice-versa.

É por isso que o governo e seus apoiantes mais pacíficos, estão tão agitados. Não creio que seja medo. Mas, todos os indícios, uns mais fortes, outros mais fracos, apontam no sentido de se sentirem juízes de paz.

Isto, apesar de haver forte indício de que um juiz de paz pode estar muito preocupado com qualquer julgamento que fuja ao seu justo controlo. Receará, tal como a ministra, que Sócrates e a banca rota, os vão chamar.

Tenho a impressão que de Évora se está lembrando muita gente. Évora cada vez tem mais encanto. Só é pena que o templo de Diana não tenha grades. Se tivesse, havia exposição. Assim, pensa-se na Capela dos Ossos.

Com Paz, ou com Guerra, ou com ambas ao mesmo tempo, o país será sempre protegido. Porque tem órgãos de soberania. Entre eles a Justiça. E, soberana é a instituição. Não é o Mou Lopes, nem o Alex, nem a família.

Mais que certo é que este Carnaval vai ser muito divertido. Estou em pulgas para ver os gigantones. Passos será maior que Costa? Ou Sócrates será maior que ambos? Como será o juiz Carlos? Mais baixo que Rosário?