Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

04 Nov, 2015

Já cheira

 

O leitão e o vinho da Bairrada que Assis se preparava para botar abaixo no sábado, fez logo efeito na coutada do Coelho. Depois de farto de ouvir falar em governo de gestão, leitão e vinho preveniam qualquer indigestão.

Coelho não estava para ser assado em lume brando, coisa que não condizia nada com o forno quentíssimo do leitão de Assis. De repente, esse cheirinho vindo da Bairrada mudou tudo. Coelho já quer ser assado.

Mas prefere ser assado em lume bem vivo, assim tipo churrasco, com muito piripiri, pois já imagina como vai ser bem regado. Quando a coisa aquece, mais força tem o CDS. E quem se aquece é o Coelho e o seu PS-D.

Por acaso, o leitão de Assis, acaba de passar a porco, pois a ramboia mudou-se para o Rato. Mas que coisa - leitão, porco, coelho, rato. Isto já é bicharada a mais. E nem tudo contribui para uma boa gestão do coelho.

Temos de concordar que um coelho em gestão de churrasqueira onde mete rato no assado, tem poucas probabilidades de que alguém lhe meta o dente. Logo, será uma churrasqueira votada à continuada bancarrota.

Mas, inesperadamente, o Rato deitou tudo a perder. Os cheirinhos e os fumos que já estavam a fazer efeitos especiais nos paladares mais refinados, e as ameaças de chumbos na coelheira, apagaram o braseiro.

Isto, apesar de esse braseiro ser o resultado de cavacos de lenha de azinho, bem seca, que dá brasas que se julgavam inapagáveis. Mas, nesta vida tudo se apaga. E também tudo se paga. Até as dívidas impagáveis.

Há quem diga que esta noite já cheira a um acordo. Pois, já estamos habituados a toda a espécie de cheiros. Neste caso, não cheira a comes e bebes. Mas pode saltar por lá, a rolha de uma garrafinha de champanhe.

Enquanto salta ou não salta de vez, andam os taradinhos do costume a fazer anedotas sem graça nenhuma. Há um que quer uma muleta, mas não quer ser muleta. Outro, que faz tudo ilegítimo depois, só vê ilegítimos.

Até há um ministro que advoga numa causa estranha. Entende ele agora, que a culpa disto tudo não é do PS. Podia lá ser, um partido tão amigo desde sempre. Nada disso, a culpa é de um malfeitor, o tal António Costa.