Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

03 Jun, 2015

JUSTAMENTE

 

Ao que dizem os maus e os bons da comunicação social, o governo prepara-se para aumentar os juízes. Claro que no meio de tantos cortes, tem de haver uns aumentos para equilibrar. E calar todos os cortados.

Por outro lado, ao que dizem os advogados, o governo não paga a tempo e horas a assistência jurídica prestada aos mais desprotegidos. Se calhar, é porque há advogados que se portam mal para com os juízes e o governo.

Segundo especialistas da moral justiceira, dizer mal do governo é coisa que não devia existir. E é verdade. Mas apenas quando o governo não maltratar ninguém e a justiça não ignore os desvios dos governantes.

Não confundir maltratar, com ignorar os criminosos de todas as espécies. Trata-se simplesmente de garantir que todos os cidadãos são iguais perante a lei. E haja quem diga que é isso que se está passar neste país.

Depois, quando isso acontecer, não esquecer que quem exorbitar das suas competências, tem de pagar como qualquer outro cidadão. E neste país, há os que pagam demais e os que nunca pagam nada. Injustamente.

Pelo mesmo motivo, há os cidadãos que são aumentados porque são temidos, e há os cidadãos a quem se cortam os salários porque se sabe que não piam. E se armarem em espertos e falarem demais, levam a rolha.

Justamente, hoje, em Portugal, todos os portugueses merecem ser aumentados. Justamente, todos os portugueses merecem ter direito a um advogado que os defenda de todas as arbitrariedades. Que são muitas.

Justamente, todos os portugueses têm direito a não ser insultados a toda a hora, pelos maus meios de comunicação social e seus donos. E pelos piores, que lhes oferecem as mais escandalosas campanhas de mal dizer.

Justamente, ainda há quem se queixe dos que, para si, são maus e não se lembre de agradecer aos piores, o péssimo serviço que prestam à sua odiada democracia. Esses, olham apenas para os benefícios da falta dela.