Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

07 Ago, 2014

LIMPEZAS

 

 

O governo resolveu aproveitar o fresquinho deste verão para fazer uma limpeza mais profunda a tudo, ou quase, o que são prestações sociais. Devo confessar que, em alguns casos, ela vem muito tarde.

Anda por aí ainda muita malandrice em alguns subsídios a quem os não devia ter. E é até injusto que, simplesmente, sejam cortados, pois os abusadores deviam ser obrigados a regularizar as fraudes.

Isto não significa que todos os cortes agora feitos são justos. Pelo contrário, há escandalosas injustiças que só quem não conhece a realidade de condições de vida desumanas, pode levar a cabo.

Portanto, há limpezas e há sujeiras. No lado oposto da sociedade, a sujeira cada vez é maior. Aí, o governo não corta nada, antes despeja mais sujeira em cima da que já lá existe. Aqui, não há limpezas.

O lixo que anda lá por cima, a ladroagem, a sede de dinheiro sujo, a voragem de destruição de tudo o que sustentava os que vivem lá em baixo, não tem limpezas logo, não tem forma de ser reciclado.

No que toca à ladroagem, fala-se muito de processos antigos ou atuais, para tapar as consequências dos buracos, e dos que tomaram decisões sobre eles. Mas não se faz por recuperar o que foi roubado.

E o que foi roubado, ou mal recebido, devido a favores e compadrios, daria para evitar tantas limpezas às famílias sobre as quais não há o menor respeito. Quem sujou, que suba ao topo e limpe a fundo.