Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

07 Ago, 2016

Mas que férias

 

Já nada me surpreende neste mês tradicionalmente destinado a férias daqueles que sempre as tiveram. Dantes fechava a AR e os deputados não queriam mais nada que não fosse irem a banhos. Nada de extraordinário já que as canseiras do ano são tantas que não há tempo para nada.

Para nada, salvo seja. Aquela direção da bancada parlamentar dirigida por um tal de Luís Montenegro foi ver uns joguitos do Euro a França. Nada demais, pois à borla até eu tinha ido. Mas o Joaquim Oliveira da Olivedesportos entendeu que eu não tinha nada para lhe dar, logo virou-se para o Montenegro e seus ajudantes.

Já uns secretários de estado que fizeram o mesmo, mas a convite da Galp, entenderam que os negócios dos combustíveis não eram tão perigosos como os negócios da bola e respetivas TV’s. Não sei bem ao certo o que dizer sobre a matéria, pois não sou mesmo nada bisbilhoteiro da vida alheia.

Mas sei perfeitamente que se armou um burburinho nas notícias e nos comentários, que me arrepiaram. Ouvi falar em crimes dos governantes, mas quase nada se disse dos dirigentes do PSD, precisamente aqueles que mais costumam abespinhar-se e armar em sérios.

Porém, desta vez, não pediram a demissão de ninguém do governo e a JSD disse aos companheiros, que se atiraram aos governantes, que estivessem caladinhos em nome da coerência.

Também ouvi falar em não fazer fuzilamentos, em lugar de se criarem regras claras de quem deve ser mesmo coerente com as funções que desempenha, seja no governo seja em qualquer função do domínio público. Não há nada pior que julgar-se que a responsabilidade só deve ser escrutinada em relação àqueles que nos fazem cócegas no cotovelo.

Ai estas férias de agosto! Talvez por causa do calor, há quem ande um bocado agitado. No Algarve não se cabe. Talvez porque foram para lá o Passos e o Costa. Grandes arrastadores de multidões. E se lá estivesse o Portas, então, a multidão chegaria a Marrocos.

Mas, assisadamente, Portas anda a tratar da vidinha pelo México. Mais um grande tacho… enquanto esteve no governo só meteu água: agora vai meter gasolina mexicana em Espanha… pelo menos essa gasolina não vai fugir aos nossos impostos.

Mas nem tudo está a correr mal. Marcelo já nos deu um Europeu em Paris. Agora está nas Olimpíadas do Brasil a distribuir afetos, que resultarão em abundantes medalhas. E, com essas, ou na falta dessas, haverá medalhas que bastem em Belém, quando todos regressarem.   

Mesmo de férias, convém ir montando estratégias de negócios para o país. E, o que está a dar, é futebol, futebol e mais futebol. Acabe-se com esta estupidez de discutir política. Pura perda de tempo. Discuta-se clubes de futebol, transferências de futebol, jogos de futebol, dirigentes e treinadores de futebol, comentadores de futebol, os milhões do futebol, os campeões de futebol.  E veja-se todo o futebol que vai pelas televisões.