Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

14 Ago, 2014

MEUS SENHORES

 

 

Dirijo-me a todos os senhores insólitos e despropositados, de entre os quais, há um de que o senhor Seguro é padrinho. Suponho que esses nomes assentam ao autor, como um boné.

Aliás, era costume, não sei se ainda é, os padrinhos darem aos afilhados, o próprio nome. Assim sendo, logicamente, Seguro é insólito e despropositado. Assim, com letra pequena, como ele.

Insólito, porque tem ideias do arco-da-velha. Despropositado, porque tem despropósitos que nunca vêm a propósito. Mas não é só ele. Porque ele não é único no país. Vamos aos sósias.

O senhor Aníbal é um dos amigos da província, onde Seguro tem muitas simpatias. Já está com uma idade avançada, daí que se trate de uma amizade com avanços, solavancos e recuos. 

O senhor Pedro vem da periferia da capital. Há quem diga que é amigo. Eu diria que é o seu seguro de estado. E, com um seguro destes, o estado está garantido. Com uma apólice simbólica.

O senhor Carlos é um fadista de primeira água. Parece-se muito com Seguro. Com a diferença de que canta o fado do capital e na capital, enquanto o amigo dança só corridinhos no interior.

O senhor Paulo e a senhora Maria pertencem ao lote das amizades menores. Ambos têm a noção de que nunca dançariam com Seguro. Mas, por agora, a música não está má.

Bom, depois, minhas senhoras e meus senhores, é sabido que não gostam mesmo nada do Seguro. Fazem todos muito bem. Não tolerariam sequer, a promiscuidade de ligações perigosas.

Insólitos e despropositados de todo o país. Eu sei que também sou insólito e despropositado. Mas, o que eu digo não se escreve. E o que eu escrevo não se diz. Seria mesmo insólito.

Já agora, a talhe de foice, hoje foi mais um dia insólito e despropositado. Mais dois chumbos. Sinceramente, até os senhores juízes ficaram insólitos e despropositados. Já viram?

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.