Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

27 Fev, 2015

NOVIDADE

 

Acabo de ver uma interessante sondagem sobre a evolução dos votantes a caminho das próximas legislativas. O título dessa sondagem na SIC refere um empate técnico entre a maioria e o PS. Até parece um sucesso. Será?

Claro que não é um sucesso para o PS. Mas, para o PSD/CDS, ainda o é menos, a não ser que perder por poucos já seja motivo para festejar. Mas, a novidade é que, a esta maioria atual, já só o parceiro PCP lhe pode valer.

Para isso, ambas as partes têm de por de lado os preconceitos que ainda os dividem, que são uma espécie de vergonha por se juntar a fome com a vontade de comer mas, receando que alguém esteja a olhar para a mesa.

Ambas as partes têm a certeza de que ninguém tem razão em nada, para além das certezas que ambos têm. Ou seja, O PS nunca tem razão, o PCP nunca se junta ao PS em nada, tal como a coligação, mas eles juntam-se.

Portanto, nesta emergência que determina que haja maiorias, nem é preciso eleições. É pura perda de tempo. Maioria só do PSD/PCP/CDS. Aliás, já vem sendo claro, que estes três partidos não se atacam a sério.

É evidente que Portas já apresenta outro sorriso. Mesmo outro riso. Nem os submarinos o incomodam já. Sócrates não é problema. Costa só vê diferenças, não interessa quais, e tudo o resto é paisagem. Tudo azul.

O país está melhor. Estava enterrado até à cintura. O ano passado estava enterrado até ao queixo. Este ano já só está enterrado até ao pescoço. Se isto não é bom sinal, o que é que queria o Costa? Mais chinesices?

Pois é!... A Eurosondagem é que descobriu a nova fórmula para encontrar uma maioria à séria. Que nos vai dar um governo diferente, mas para melhor. E que, obviamente, satisfaz o apertadíssimo critério presidencial.