Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

21 Fev, 2014

NOVOS MIMINHOS

 

 

O Pavilhão dos Desportos de Lisboa vai voltar a encher-se de mouros sulistas e elitistas, de mistura com portugueses celtiberos nortistas e da ralé. Todos sob a bandeira do movimento pró união e consenso.

Tudo indica que a relevante figura do congresso passista vai ser o Tó Zé. Não pelas descargas cerradas da habitual metralha, mas pela brilhante girândola de miminhos, com a certeza de que o terão em breve a seu lado.

De tal modo isso é importante que nem os costumeiros atiradores furtivos se atreverão a levantar as armas. Será um arraial popular, com muito fogo-de-artifício, fogo preso, de grande estardalhaço, mas inofensivo.     

Os barões, com sintomas de evidente surdez, ficarão em casa, onde podem regular o som da televisão. Os mais atrevidos até podem estar na própria televisão a comentar o foguetório e os miminhos que vão ouvindo.

São esperados Portas e Gaspar, que estarão na primeira fila. O primeiro à direita de Maria Luís, o segundo à sua esquerda. Foi a solução encontrada para que ambos aceitassem tomar lugar no pavilhão.

Assim, Maria Luís, terá o cuidado de distribuir os seus miminhos com equidade para a direita e para a esquerda, servindo também de para-raios aos desabafos dos dois lados, pois ela conhece-lhes as chispas habituais.

Mas, as grandes e suculentas ladainhas virão do palco, onde Passos se assumirá como a figura relevante, sempre de olho em Portas, não vá ele dirigir a Gaspar os miminhos que deve reservar para Maria Luís.

Enfim, três dias em que, apesar de tudo, a maior relevância será dada aos miminhos que serão dirigidos aos sociais-democratas, também conhecidos por socialistas, ou PS. Para o Tó Zé ouvir. A palavra-chave será: consensos.