Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

 

Costa sempre detestou o arco da governação. Talvez porque em pequeno nunca tivesse um arco para jogar. Agora meteu-se num triângulo, talvez porque não se tenha apercebido que o tal arco também tinha três lados.

Mas, Costa entendeu que o triângulo obtuso em que o queriam meter não lhe dizia nada geometricamente. Assim, correu em busca de um triângulo agudo, só possível devido à disponibilidade de dois lados vindos do além.

Em termos de figuras geométricas, os lados têm uma importância fundamental. Está-se mesmo a ver que um arco não tem lados. É uma circunferência que faz lembrar a roda da sorte com bilhetes sem prémio.

E, nestas coisas, Costa não brinca em serviço. Quiseram dar-lhe tudo, mas ele preferiu arriscar ficar sem nada. Porque ele sabe que do querer ao ter, vai a distância de uma vida à espera. E um bom negociador não espera.

Costa já provou que sabe negociar. Daí que, em terra de cegos, quem tem um olho é rei. Claro que ele é republicano. Mas soube transformar o reino num país que ele entendeu que devia governar. E o diálogo deu-lhe tudo.

Tudo o que os outros tanto queriam manter dentro do silêncio das suas manobras sem engenho e sem arte. Talvez até com aquela confiança cega de que, de qualquer maneira, nunca teriam alternativa. Enganaram-se.

Aliás, enganaram-se em muitas outras coisas ao longo do seu desastroso mandato. Para mal de muita gente que havia confiado nas suas muitas e desastradas promessas. Quem colhe o que semeou, não pode queixar-se.

O triângulo da governação pode até vir a ser constituído por um quadrado surpreendente. As coisas mudam tanto, em tão pouco tempo, que nada é de excluir. Também não se previa já, o fim deste quadrado de poder total.

A próxima surpresa, ou as próximas surpresas, terão a ver com a composição do novo governo. Vai ser um arraial de gozo ver e ouvir as trombetas das velhas estrelas a compararem-se com a nova constelação.

O princípio desse arraial está marcado para amanhã à tarde na Assembleia. Até pode haver choro e ranger de dentes, vítimas de roubos e de crimes. Mas ninguém reclamará justiça nos tribunais competentes.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.