Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

30 Jan, 2016

O melhor…

 

Pobre de quem diz que é o melhor. Será o melhor, sim, mas apenas em termos de remuneração, coisa que se deve apenas ao facto de ter ganho umas coisitas, do muito que devia ter ganho. E perdeu estupidamente.

Por outro lado, só pode ter essas tontas presunções, porque esteve ao serviço de quem, mesmo perdendo muito, é realmente grande no país e no estrangeiro. Nos médios ou nos pequenos, não passaria de um anão.

Claro que quem se veste com números acima do seu tamanho real, acaba sempre por deixar ver a sua pequenez, perante os chumaços que coloca no fato para parecer grande. Mas a grandeza mede-se só pelo interior.

Tenho estado a pensar em futebolês. É que as águas têm andado tão agitadas nos clubes que bem me parece que andam por ali gigantes com chumaços a mais, e corpo a menos. E de cabeças mesmo muito atrofiadas.

Passando para o meio político, passa-se mais ou menos a mesma coisa. Portas vai a Bruxelas falar com o presidente da UE sobre Portugal e a Europa. É curioso para quem está de saída. E para quem ainda nada fez cá.  

Cá para mim, só há dois assuntos que podem interessar o presidente. O arquivamento do processo dos submarinos ou um pedido formal para que lhe seja concedido um cargo assim tipo, Vítor Gaspar ou Carlos Moedas.

Pois, se estes dois os mereceram, por que razão, um vice tão eficiente não havia de merecer. Tanto mais agora, que já não faz cá falta nenhuma. Mas faz na Europa, tão necessitada de uma reforma tão boa como a do estado.

Submarinos e reforma do estado. O primeiro caso porque deixou de o ser e o segundo caso porque nunca o foi. Portanto, sem casos, aí está um bom, talvez até um ótimo colaborador para dizer lá, o que cá já não pega.

Depois de se instalar por lá definitivamente, não lhe deve ser difícil arranjar um emprego digno para a sua dileta companheira de governo. Se Vítor Gaspar arranjou, a sua sucessora também vai conseguir. Ela merece.

Ela se encarregará depois de chamar o seu chefe de governo e de partido. Aquilo dá para todos. Estou mesmo a ver que Passos se lembrará de Cavaco. Quando todos estiverem na Europa, Portugal será bem tratado.

Não é só no futebol e na política que Portugal dá à Europa e ao mundo, os melhores dos seus cidadãos. Por exemplo, a Sara Sampaio (boa com’ó milho!) e a Mariza com o Melhor de Mim. E a Maria que vai com as outras.