Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

12 Mar, 2016

O Papa de Lisboa

 

Já não era sem tempo. Se o Porto, há muito que tem o seu papa, não se compreendia a razão de tanta demora em Lisboa arranjar o seu. É verdade que a demora até pode ser justificada com a procura de um bom papa.

Não quero dizer que o do Porto seja mau. Mas são diferentes na maneira de pregar as suas devoções. Depois a devoção do papa de Lisboa é muito mais abrangente. No conteúdo e também no âmbito. Pois, é nacional.

O papa do Porto é mais conhecido como o papa do Norte. Mais restrito, portanto. De qualquer modo, são dois papas adorados, cada um nas suas funções, obviamente. Um, já com uma longa história, outro principiante.

O papa de Lisboa, e também do país, vai a Roma na próxima semana, pedir a bênção para que consiga em Portugal, um sucesso igual ao do Papa Francisco. Simples, inovador, surpreendente. Um encontro de ídolos.

O nosso papa, o Presidente Marcelo, já deu indicações que baste, para que se perceba que quer imitar o Papa Francisco, como objetivo da sua presidência. Ignorando muito do protocolo, para chegar junto do povo.

Razão mais que suficiente para me levar a dizer que pagava para ver o encontro de personalidades tão marcantes. E digo ver, pois o que vão dizer, adivinho. Gostava mais de ver como o dizem e como ambos vão rir.

Sim, porque prevejo que vão rir muito, pois a predisposição de ambos é para isso mesmo. Riso aberto, sem reservas, para mostrar que os carrancudos da religião e da política, não conseguiram fazer rir o mundo.

Fazer rir de felicidade e bem-estar, embora por vezes, se não fosse tão trágico muito daquilo que lhe têm imposto, faria rir de desdém e de desprezo as vítimas das suas atrocidades, pelo mau uso do poder que têm.