Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

06 Mai, 2014

O PORTO É MAU

 

 

É evidente que o Porto é mau para quem o trata mal. Mas talvez não seja correto dizer a coisa de maneira tão cruel. Muita gente do Porto é má, quando alguém insiste em tratá-la mal. Assim, está melhor.

O presidente do principal partido do atual governo, foi ao Porto celebrar os quarenta anos de existência. Pelos vistos, houve quem não gostasse de ver celebrar a perda da social-democracia.

E vai daí, para não constituir exceção, o Coelho levou mais uma chinfrineira, que já é habitual nas saídas à rua dos membros do governo. E isto no dia seguinte à instituição do dia dos portugueses.

Estou certo que tal ingratidão não o afetou absolutamente nada. O que interessa, é que o Coelho tem orelhas e ouvidos saudáveis e um espírito de missão impossível. Nada o incomoda. Mesmo nadinha.

Se ele disse ontem aos portugueses que eles mereciam a instituição do seu do seu dia, pelos sacrifícios que têm suportado, muitos dos portuenses disseram-lhe hoje que era o seu dia de ir embora.

Amor com amor se paga. Não há nada de extraordinário nisto. É a social-democracia que o partido do presidente que ontem foi ao Porto, perdeu, não só nesta cidade, mas também no país todo.

Já em Lisboa, o partido rival, passeou-se pela baixa, com um estrangeiro na comitiva, sem que os lisboetas se ralassem nada com isso. Não se deve chatear quem não chateia. Isto é social-democracia.

Concluo eu, assim de repente, que o Porto é mau porque não gosta de quem perdeu a social-democracia. Lisboa é boa, porque deixa passear em paz, sem chinfrineira, quem abraça a social-democracia.