Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

afonsonunes

afonsonunes

16 Jan, 2017

O Protugal da TIV


A Crestina e o Maniel são realmente um espetáculo daqueles que muitos consideram uma coisa desprezível. E muitos outros desancam neles e em quem lhes paga principescamente, mas não deixam de meter o nariz nos seus programas.
Alguns dizem até que só lá vão espreitar as transparências das vestimentas dela e o arrojo das cores das dele. Mas isso é fita, embora as curvas dela não sejam nada para desprezar e os casacos dele sejam uma tentação para aqueles que invejam tudo.
A TIV é assim uma coisa de que todos, ou quase, dizem cobras e lagartos mas, em boa verdade, não tiram de lá os olhinhos ávidos de ver mais, do muito que já lhes mostram. Normalíssimo, pois quando se vê um bocadinho, fica-se logo à espera de ver muito mais.
Ouvi dizer que uma senhora, num programa em direto, ousou atirar-se a ela e a ele, com uma dureza impensável. E logo as caixas de comentários dos jornais se encheram de mimos e desejos perfeitamente desmentidos pela realidade das audiências.
É bem verdade que quem desdenha quer comprar. Mas será que ali, há qualquer coisa para vender? Na verdade, já houve, mas já não há. O produto está esgotado e os vendedores já podem fazer o seu gozo, próprio ou impróprio, porque não se aceitam devoluções nem reclamações.
Eles, ela e ele, ou elas, segundo alguns, já podem fazer e dizer tudo porque, ou não são levados, ou levadas, a sério, ou aquilo já está tão entranhado que não há detergente que limpe aquelas risadas estridentes, nem aquelas línguas desgraciosas.
Aquilo é assim do tipo da T(r)esa Guilverme que tem na Voz o seu protetor e inspirador para as maldades que inflinge aos seus insubordinados imitadores da Crestina e do Maniel, nos ditos e nas atitudes, que têm de ter seguimento das manhãs da porreirice, nas noites da sacanice.
Mas a verdade é que o Protugal dos malandrinhos, eleva a VTI ao pódio da alegria e da abundância, fazendo esquecer as caturrices dos que não gostam daquilo e preferem andar desorientados com tudo o que lhes sai mal no país das suas amarguradas tretas e das suas insanáveis frustrações.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.