Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

22 Mai, 2015

O TAL DE COSTA

 

Como as coisas mudam repentinamente. Ainda não há muitos dias que os do costume acusavam Costa de não dizer nada sobre o que pretendia fazer, se chegasse a primeiro-ministro. Que era um vazio total de ideias.

Hoje, já não há dúvida de que tem ideias a mais para a camioneta daqueles que, por comparação, só tem areia a mais. Não vou embarcar na tentação de dizer que todas essas ideias são boas. Mas são ideias, claro.

Ideias que não são competentemente criticadas, para lá do habitual regresso ao passado. E ao rançoso argumento de que é tudo tipo Sócrates. É muito pouco, para quem diz não haver alternativas ao que nos deu.

Para uns, não há dúvida, Costa não chega lá. Mas não são capazes de dizer abertamente quem é que lá chega. Ora, assim sendo, corremos o risco de ninguém lá chegar. E aí, o país parou. Talvez até desapareça do mapa.

Estamos neste horroroso impasse. Uns, não vão lá, pela destruição do pouco que havia. Outros, não podem chegar lá. Pois, não podem. Talvez porque pensem que o povo não tem nada a ver com isso. Mas, é cedo.

Entretanto, talvez fosse conveniente calar toda a gente. Fazer deste longo tempo que resta até ao voto, um longo período de reflexão. Sem campanha de ninguém. Para evitar mentiras. Para evitar promessas.

Chegámos aqui com o mito de que não pode haver promessas de ninguém. Só mentiras de quem já não adianta fazê-las. Porque já negou toda a capacidade de cumprir as que fez. Portanto, campanha silenciosa.

Mas, todos sabemos que há aqueles que falam demais. Aqueles que ninguém consegue calar, apesar de quererem silenciar os inimigos. Inimigos, pois. Então, há que mandá-los todos a um cruzeiro até ao voto.

Quanto a mim, seria o único local onde podiam meter água sem limites. Todo o dia e toda a noite até ao dia seguinte ao ato eleitoral. Como seria tudo tão diferente. Teríamos um país limpo, calmo, tranquilo, pensador.

O tal de Costa não vai lá, porque sim. Passos e Portas não vão lá, porque não. Estou farto de moer o juízo à procura de um que vá lá. Mas, onde? Sim, primeiro devia encontrar esta resposta. Porém, só Cavaco sabe tudo.