Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

09 Out, 2015

OBSCENIDADES

 

Bem me parece que Costa foi um leproso para todos os partidos que se lhe opuseram na campanha eleitoral e, já agora, também em toda a longa pré-campanha. Todos contra ele, como todos contra Sócrates em 2011.

Desta oposição contra natura, não pode excluir-se o próprio Presidente da República, pois foi, e continua a ser, o grande aglutinador desta campanha anti PS. Tal como em 2011, não tolera agora que o PS tenha companhia.

Todos contra, tudo bem. Mas, se alguém sai da sua órbita, tudo mal. Não faço ideia do que Costa vai aceitar ou recusar, de quem ou a quem. No entanto, adivinho que não vai em balelas de brilhantes nem de belezas.

Também não sei porquê, mas parece-me que anda por aí um silêncio que nunca esperei encontrar nesta ocasião, que começou muito festiva, e está agora numa espécie de ressaca. Alguns ainda permanecem adormecidos.

Não sei mesmo quem fica, ou quem saltará da carruagem. Mas não me importo nada de fazer a minha previsão. Costa não vai aceitar nada do que lhe for proposto, seja por quem for. O poder está demasiado minado.

Mais a brincar ou mais a sério, já aqui referi por várias vezes que o PS não deve meter-se nestas alhadas. Sensato, é deixar que quem as criou, as resolva agora. Se o PS era tão mau como diziam, não é agora que é bom.

Logo, como me diz o meu dedo mindinho esquerdo, o PS de Costa fica à espera de que todos os salvadores da pátria resolvam os problemas do país, tal como prometeram mais uma vez, na última campanha eleitoral.

Seria absurdo que os agressores recorressem agora ao agredido, para lhe implorar a salvação coletiva dos arrependidos malfeitores. O PS e Costa, seguirão o seu caminho. Quem não quiser ir, só pode ficar para trás.

Costa e o PS não precisam de ser os bons, nem os maus da fita. Basta-lhes ter calma e paciência. Os outros, com o seu espírito de mútua e tradicional amizade, se encarregarão de traçar os seus destinos. E não tardará muito.

Eu sei que estas previsões do meu dedo mindinho esquerdo, estão em contradição com os melhores especialistas da matéria. Por isso, eu nunca direi a ninguém, que bem os avisei. Eles é que sempre me avisaram mal.