Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

 

Que me perdoem o facto de o título destas linhas não estar correto. Mas a culpa não é minha obviamente. Eu, como outros, ando apenas a apanhar bonés. A incorreção consiste só, em substituir Marquês por Marqueses.

Se há tantos Marques a intervir na bagunça, por que carga de água não se colocam todos os Marqueses em campo, para haver equidade na questão. Nesta nobreza de almas, falta a nobreza das palavras que estão em falta.

À terceira tentativa, os Marques apanharam o Marquês com coisas que já haviam ficado pelo caminho nas duas anteriores. Os Marques são muito persistentes atrás do Marquês, mas deixam para trás os viscondes.

Até ontem, falou-se demais sob a orientação dos murmúrios dos Marques. A partir de hoje, os Marques querem silêncio absoluto sobre o caso do Marquês. Acham agora, que é tempo de substituir a vozearia pelo silêncio.

Hoje, os Marques já disseram tudo o que pretendiam e já conseguiram calar o Marquês. Portanto, agora, só agora, está tudo bem. Mas, tudo indica que não está. Agora, é tempo de prosseguir a conversa dos nobres.

Quando se zangam as comadres sabem-se as verdades. Ora, as comadres já andam zangadas há muito tempo e as verdades ainda não saíram todas. É tempo de as comadres dizerem tudo, mas tudo, o que têm lá dentro.

Mas, que as comadres desavindas se ponham em igualdade de desabafos, sem as vozes de conselheiros sobre quem deve falar e de quem deve estar calado. Só depois, todas as comadres ficarão purificadas por dentro.

Daí que falar em pactos de silêncio quando tudo ferve no íntimo das partes, de todas as partes, é acreditar que se apaga o fogo com gasolina. É pura perda de tempo. O silêncio não tarda a rebentar com estrondo.

Como diz a canção velhinha, ‘e que ninguém me dê conselhos’, que os estafados conselheiros da opinião pública, sobretudo os porta-vozes dos Marques, se deixem de aconselhar quem tem ideias claras. Boas ou más.

Opinar é uma coisa, aconselhar é outra coisa bem diferente. Certamente que esses conselheiros, não gostariam que os seus aconselhados, os aconselhassem a estar calados. Conselhos a estranhos é pura pretensão.