Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

afonsonunes

afonsonunes

23 Dez, 2015

Os votos e o veto

Ah pois, tudo o que se passou com a entrega do Banif aos espanhóis do Santander deixou o Presidente da República visivelmente chocado a avaliar por uma foto a encabeçar uma notícia publicada hoje mesmo sobre o retificativo.
Essa foto mostra um rosto carregado e uma boca fortemente crispada. É natural, o PR não gosta que se brinque com coisas sérias. Então admite-se lá que o seu partido tenha dado a mão ao governo para deixar passar o OR?
Mas alguém pensaria que o radical de direita, CDS, votasse ao lado dos radicais de esquerda, Bloco, PCP e PEV? E que o PSD se separasse do seu amado parceiro, CDS, para se entregar no regaço do PS? Sem consultar o presidente?
Não, tudo isto não devia ter acontecido. Portanto, só há uma solução lógica, racional e a pedir imediata resolução (igual à do ex-Banif). Os votos foram indecentes, logo, tem de se tomar uma decisão decente. Que só o PR tem.
Mesmo acreditando que foi o governo de Costa que deu a mão ao governo de Passos, livrando-o do linchamento popular por tudo o que fez e por tudo o que não fez pelo ex-Banif, o PR tem mesmo de avançar para a sua bomba atómica.
Repito, a sua cara da tal foto diz-me isso claramente. Os da AR votaram como quiseram e o PR vai vetar como deve. E assim tudo fica legal, voltando ao princípio. Voltamos a ter Banif para logo a seguir lhe pôr a corda ao pescoço.
Mas, assim, o PR dá a mão ao CDS e seus parceiros de votação e dá um pontapé no PS e outro no PSD. Mas faz o que lhe diz a sua consciência. E, acima de tudo, livra os contribuintes desta maldade de ser obrigado a ressuscitar bancos maus.
Todos nos lembramos de que o PR quer sempre que se tenha muito, muito cuidado, ao falar de um banco. Juro que o tive. E sabe que a governação ideológica acaba sempre derrotada. E o grande derrotado é… Pois é.
Confesso com toda a sinceridade que pagava para ver o OR chumbado com os votos da direita. E até lamento que o PS não tenha feito o mesmo. Este OR merecia ser chumbado por unanimidade. Evitava-se este veto bom que aí vem.